What’s going on

janeiro 23, 2010

Como era bom ser criança, brincar pelo quintal sem se preocupar, assistir á programas infantis e rir das coisas alheias, estendendo a mão para ajudar a mãe nos afazeres domésticos. Quanto mais o tempo passa, mais eu me sinto nostálgico, e com vontade de me desligar deste mundo caótico.

Televisão hoje é um meio de deprimir o seu ego, quer ficar mal? Ligue a Televisão. Tudo é tão sensacionalista, ou é a pura verdade que não queremos acreditar. Já perdi a contas do tamanho dos absurdos, dezenas de crianças inocentes e abandonadas em qualquer lugar imundo, adolescentes sendo abusadas, mulheres sendo agredidas pelos seus próprios “parceiros”, e tudo isso sendo supervisionado pela natureza, e me parece que ela não está nem um pouco contente!

É notável a sua ira, o mundo sempre foi desequilibrado, e o Homem não lutou o suficiente para estabelecer um equilíbrio entre o meio ambiente, e o que vemos é a resposta, um grito alarmante que de nada parece ajudar.

Quantas vidas já não estão entre nós, estão perambulando buscando entre os escombros, vestígio de uma vida que se foi, quantos brasileiros se afogando em meio á tanta falta de cuidado e atenção, e o mundo sendo castigado enquanto o Homem finge não saber o motivo.


Aonde vamos parar? Enquanto se datam ofim do mundo, acho que a natureza esta mostrando que quem determina o tempo é ela. Até quando daremos maior atenção para as reformas tecnológicas (paranóia hi-tec)? E se esquecer do meio ambiente que nos acoberta dos acontecimentos naturais (mesmo que devastadores). Até quando nos preocuparemos com a mais perfeita inteligência artificial? E esqueceremos do eu pensante, que no momento de nada pensa e nada acontece.

A pergunta que fica no ar (se desviando das freqüências wi-fi), até quando?

Por Fábio Santos

Sugestão de Musica: What’s going on (Cyndi Lauper)


SE ALGUÉM TE PROCURAR

março 7, 2009

Com frio… É porque você tem o cobertor.
Com alegria… É porque você tem o sorriso.
Com lágrimas… É porque você tem o lenço.
Com versos… É porque você tem a música.
Com dor… É porque você tem o curativo.
Com palavras… É porque você tem a audição.
Com fome… É porque você tem o alimento.
Com beijos… É porque você tem o mel.
Com dúvidas… É porque você tem o caminho.
Com orquestras… É porque você tem a festa.
Com desânimo… É porque você tem o estimulo.
Com fantasias… É porque você tem a realidade.
Com desespero… É porque você tem a Serenidade.
Com entusiasmo… É porque você tem o brilho.
Com segredos… É porque você tem a cumplicidade.
Com tumulto… É porque você tem a calma.
Com confiança… É porque você tem a força.
Com medo… É porque você tem o Amor!

 Ninguém chega até você por acaso, em “tudo” há propósito… 
“Você pode até não ser ninguém para este mundo, mas é o  mundo para alguém”                            
Autor Desconhecido

Off Topic

    Para quem não me conhece, saiba de uma coisa, eu tenho algo estranho (?!), tenho mania de falar coisas que acontecem.
    Como sempre, estou na caminhada do conhecimento interior, me conectar com o superior, encontrar razões para viver, e buscar ser cada vez mais feliz. Estou muito feliz, realizado por manter amizades, no qual há uma confiança maior, fui promovido no trabalho (por mais que pequeno, foi mais uma degrau), agora trabalho na área de suporte técnico (minha cabeça já está saindo fumaça),e minha família está ótima, ou seja, 2009 realmente é mais um ano de mudanças.
    A cada  retrospectiva eu percebo  quão grande são as mudanças em nossas vida, e que não devemos passar nenhum detalhe.
Amando cada vez mais á quem me ama, dando valor á quem merece !!!

Obrigado pelos acesso, as atualizações não estão sendo frequentes devido aos estudos, e outros projetos !!!
Um ótimo final de semana para todos, que 2009 traga muita luz para todos, 2012 está chegando (!!!).

Por Fábio Santos


Sticky and Sweet Tour – Eu fui !!!

dezembro 23, 2008

Para quem gosta e aprecia uma boa música, sabe o quanto é díficil se  manter no topo, por só os verdadeiros músicos conseguem tal feito.
E uma cantora americana de Detroit, esta há 25 anos no topo, compondo, produzindo, dançando e cantando, estou falando de uma mulher de 50 anos de idade, e esta mulher é MADONNA.

Assim que consegui entrar no Estádio, emoção em ver a dimensão do palco.

Assim que consegui entrar no Estádio, emoção em ver a dimensão do palco.

perto-do-paclco

Por mais que fiquei na Pista, consegui um lugar proximo ao palco.

Sou um fã nato, e fui ao penúltimo show da cantora em São Paulo (Morumbi, 20/12). Fui de pista, e fiquei razoavelmente perto da cantora.
Pude ver de perto que ela canta muito bem (voz limpa e muito melhor que há 10 anos atrás), dança como ninguém (desculpas as outras cantoras, mas Madonna impera), e particulamente, neste show ela não errou nada, nenhum passo, nenhuma música, conversou muito com o público, e houve até momentos de emoção.
Segundo a própria, sábado foi o melhor show no Brasil ( e se abusar, no mundo),e sabe o melhor; EU ESTAVA LÁ.

Cara de cansado não nega, havia acabado de sair do trabalho.

Cara de cansado não nega, havia acabado de sair do trabalho.

Ás 20:45, entra no palco o dj convidado da cantora Paul Oakenfold. Tocou remixes de Nelly Furtado, Eurythmics, Red Hot Chili Pepers,White Stripes entre outros. Mas a platéia não reage positivamente e vaia o Dj com “Ihhhh fora… ihhhh fora” , e gritam por Madonna.
Detalhe: o show de Madonna é ás 20:00 hs.

Emoção e ansiedade

Emoção e ansiedade

21:00 hs finaliza o show (sem graça) de Paul. E o público não para de gritar por Madonna. O Estádio estava Lotado.

21:27 Para delírio dos fãns, todas as luzes se apagam.

21:28 Começa a penútima Tour de Madonna no Brasil. A qualidade sonora e visual do show é mágico. Eleva em uma histeria coletiva. Os doces mostrado no telão remetem muito ao filme “A fantástica fábrica de chocolate”, ao som de “Tick tok” e partes de algumas musicas como “4 minutes”. Os telões começam a fatiar, há um telão cílindrico. Nota 10 para a produção. O nome da abertura é “Candy Factory”.

Pela pessima qualidade da foto, deu para perceber o nervosismo.

Pela pessíma qualidade da foto, deu para perceber o nervosismo.

21:31 Madonna surge em seu trono, faz careta, nunca ouvi tanta gritaria ao mesmo tempo !!! Madonna surge cantando “Candy Shop”. Simplesmente Linda e muito sorridente.

21:34 Começa “Beats goes on”, e solta a voz abrindo com um “All right São Paulo”. Música contagiante, e Madonna honra o nome que tem, contagiando a todos. Se quando a vemos no dvd é emocionante, imagine ao vivo com aquele carro pelo palco, e Madonna com sua “cartolinha” toda sorridente.

"So get down, beep beep, gotta get up outta your seat ..."

"So get down, beep beep, gotta get up outta your seat ..."

21:39 Human Nature” é o som da vez, Madonna toca sua guitarra, enquanto há cenas de Britney Spears no Telão em momentos de “sufoco”. Madonna tem um vocal  bem sarcástico, e galera pula e canta junto. O ponto alto é quando em alto e bom som é dito; “it’s Britney Bitch”.

A felicidade... em pleno "Human Nature".

A felicidade... em pleno "Human Nature".

21:44 “Vogue” surge colocando todos para pular e cantar. Madonna canta e dança muito, em horas como estas, questionamos; ” Será que está mulher tem 50 anos mesmo ???”. Os Lasers e toda a iluminação colocam todos em Êxtase. Engraçado quando a cantora coloca o microfone na calcinha, tudo ao sample de Nelly Furtado.

Dá para ter noção da excelente forma fisica da cantora.

Dá para ter noção da excelente forma física da cantora.

 

Porque este sujeito resolveu levantar amão bem esta hora.

Porque este sujeito resolveu levantar amão bem esta hora.

21:46 Começa o primeiro “interlúdio” ao som de um excelente e apressado remix de “Die Another Day”. Madonna é apresentada no video como uma boxeadora (o ensaio foi aproveitado do Tour Book da mesma tournê). Enquanto Madonna chama atenção pela boa forma no vídeo, boxeadores simulam uma luta em pleno palco.

21:49  O palco é tomado por cores vivas, remetendo claramente os anos 80, ao som de nada menos que; “Into the groove”. Fazemos uma viagem ao passado, e nos envolvemos na proposta de Madonna, todos não param de pular, e Madonna pula corda !!! Isso mesmo, e não só uma, DUAS. A cantora sorri e gosta  da reação do público, não erra em nenhum momento, e com uma música de muito sucesso no passado, ela conquista os fãs de todas as gerações. Na música há samples de “Jump” (Confessions on a dancefloor,2005)

Madonna pula corda na Tour que teve 5 show no Brasil.

Madonna pula corda na Tour que teve 5 show no Brasil.

"Get into the groove" atendeu as exigências de todas as gerações.

"Get into the groove" atendeu as exigências de todas as gerações.

21:55  Madonna canta a excelente “Heartbeat” ,no qual se joga no chão enquando seus sapatos são trocados, e conforme os batimentos do coração ela vai tomando força para nos emocionar. É íncrivel o vocal limpo da cantora. Todos que conhecem esta música (do álbum “Hard Candy”) sabe o quão díficil ela é. E para aqueles que a criticam á cantora por  não cantar ao vivo, ELA NÃO DUBLOU EM NENHUM MOMENTO.

21:59 Ao som punk com sua guitarra, Madonna dá a vida em “Boderline” . O público cantou juntos, e era vísivel a emoção de Madonna em perceber a recepção dos brasileiros. Todos sabem que a música é uma música “complicadinha” de cantar, há uma grande exigência vocal, mas Madonna não desafinou, e nem nós.

22:04 “Don’t Fuck with me”, inicia se “She’s not me”. Ponto alto do show, diria que o momento que Madonna “extravasa”(enlouquece, e a gente gosta). No palco há réplicas dos visuais que Madonna já teve em seus clipes, temos “Material girl”, “Open your heart” e “Like a virgin”. Conforme Madonna canta, ela vai destruindo o visual delas, já que “Ela não sou eu”. Engraçado quando ela chama a sósia de “Open your Heart” de “Putaaaa”, lógico que público vai ao extremo. Além do longo beijãoo  demorado na boca da sósia de “Like a virgin”

Madonna dá um longo beijo, e galera não para de gritar.

Madonna dá um longo beijo, e galera não para de gritar.

22:10 Em um criativo jogo de imagens, um vagão de metrô  passa pelo palco deixando Madonna e sua trupe. A música é o “holiday” da nova geração, a agitada “Music”. Ninguém fica parado e muito menos calado.

22:12 Começa o segundo interlúdio, é “Rain” de Madonna mesclado com a música  “Here cames the Rain again” da Eurythmics. A animação gráfica prende a atenção de todos, e os caras fazendo uns movimentos estranhos e sicronizados no palco não convencem.

22:20 Parte muito emocionante do show. O silêncio invade o estádio, madonna canta e encanta á todos os ouvidos. Ela simplesmente esta com uma vestimenta preta cobrindo todo o corpo, e cantando dentro do telão cilindrico, que remetiam imagens de gotas de água. De longe o efeito deve ter sido o máximo. A música era a perfeita “Devil Wouldn’t Recognize You” (Nem o diabo te reconheceria).

22:20 Começa “Spanish Lesson”, música divertida e sem muita preocupação com conteúdo. Uma mesclagem entre espanhol e Inglês, mas a apresentação e divertida. Madonna ordena; “Let’s get the party started, Hablas espanhol ? Todos respondem “nãooooo”. Mas Madonna dança muito ao som dos violões flamencos.

22:25 Madonna pega seu violão e inicia “Miles Away” e dedica a música “a todos que moram em São Paulo”. Todos se comovem e gritam muito.

22:30 Madonna começa como de costume; “Uh Uh … I say Uh..Uh… Começa “La isla Bonita”, com um imenso sorriso no rosto ela agrada a todos. O público em geral canta com ela, e até mesmo em “Lela Pale Tute”. Houve até pessoas que passaram mal.

22:36 Madonna é muito aplaudida, mas logo se senta e se diverte tomando uma, conversando em roda ao lado de um dos dançarinos que a paquera. Enquanto isso é tocada “Doli Doli” com uma dançarina, ao que parece dançando a dança das sete saias.

22:40 Vem o momento mais triste do show.Todos Gritam como uma só voz “I love you”,”I love you”,”I love you” e ela responde “Me too”, e ainda diz o seguinte; “Vocês são o melhor público que eu já tive”, disse “estar feliz em terminar o show em São Paulo” e ainda pergunta; “Voces querem que eu volte ?” todos “berram” “Yeeeeesssss”,e todos voltam com o “I love you” em coro espontâneo de 70 mil vozes .
O público nem deixa a cantora cantar, ela faz caras de choros, e é notável emoção em teus olhos. A música foi a excelente “You Must Love me” ao som de tristes notas no violino, e a voz de Madonna emociona a qualquer um. É mostrado cenas raras do filme “Evita”, muitas pessoas tristes são mostradas.

Madonna se emociona e promete voltar.

Madonna se emociona e promete voltar.

Madonna emocionada no telão.

Madonna emocionada no telão.

22:46 Momento “Interlúdio” conscientizador. Madonna sempre se preoculpa em “formar opiniões”, em motivar as pessoas á procurar soluções para seus problemas como um todo. A formúla já foi usada na Confessions tour, com “Sorry Remix”. Agora é a vez de “Get Stupid” com a música “Beats goes on”, as imagens são ótimas (utilizada na edição da revista Vogue Brasil). Há cenas de miséria,e um comparativo entre o lado ruin ,(Hitler, por exemplo) e o lado bom (Bono, Oprah…), cenas de abuso de consumo e aquecimento do Planeta, video que diverte e educa. Madonna está linda em contrastes preto e branco. O video finaliza com a nova esperança, Barack Obama, e o público tem reação positiva.

Momento Consciência...

Momento Consciência...

22:48 É anuciado ás trombetas, e o palco parece que vai te engolir com tanta iluminação, Timbaland aparece com seus dizeres. Logo vem as telas que “andam” pelo palco como se fosse o próprio Justin Timberlake. O som é ótimo, e o povo em geral vibra. Madonna está estranha com Ombreiras e franja loira… mas faz parte do show e todos gostam muito.

22:52 Começa a melhor parte do show. A música “Like a Prayer”, surge como uma profecia, com todos nomes de divindades superiores, e uma frase que marcou; “Não importa qual lampâda você acenda,pois a luz sempre será a mesma”. A coreografia contagia, o vocal … ,simplesmente tudo muito bem elaborado,ou seja, perfeito. O ponto mais alto do show, emoção geral.

22:56 Inicia a mesma performance de sempre; “Ray of Light” em versão mais “rock”. Madonna toma posse de sua guitarra e por íncrivel que pareça todos cantam junto. Madonna como sempre pede para que todos  “Jump”(pular) e todos obedeceram pulando exaustivamente (incluve eu).

23:00 Hora especial, que ela diz; “fazer parte do seu show”. Neste momento palmas são sicronizadas aos movimentos da luzes,  e Madonna canta uma música que o público escolhe. Um “espertinho” levou um cartaz com o nome “Ronaldo”, e ela pergunta qual a música que ele quer que ela cante, o sujeito pede “Open your Heart”, mas ela rejeita e diz “Vamos tentar de novo” . Madonna pergunta á outro rapaz, e ele pede “Holiday” e ela soltao verbo; “Você tem que saber pedir a música certa”. Finalmente ela pergunta para o terceiro rapaz, e ele  tem o desejo aceito pela música “Express Yourself” (todos cantam, lógico).

23:08 Madonna ainda com sua guitarra, começa a pesada versão de “Hung Up”. Os telões são domados por tabuleiros de xadrez, e o pessoal canta junto a música de maior sucesso do álbum “Confessions on a Dancefloor”. Destaque para a rebolada em sua guitarra na caixa acústica.

23:15 Madonna entra em cena com sua marca atual “Give it 2 me”. Neste show Madonna não usou a camisa do Brasil (que usou em outro shows em nossas terras). Ela se diverte com a performance, e percebe-se que todo aquele momento bom estava acabando,no telão há imagens fazendo alusão á um jogo de video game  .

23:24 A bandeira do Brasil é segurada pelos dancarinos, ela sai do palco, e como raramente, disse “Thank You SãoPaulo” mandando muitos beijos,e derrepende  GAME OVER, Madonna permanece sendo aplaudida.

Game Over, sugerindo o fim... da Sticky & Sweet Tour

Game Over, sugerindo o fim... da Sticky & Sweet Tour

Depois de minutos, tudo apaga e tocam a musica “Holiday” baixinho, todos vão embora com aquele gostinho de quero mais, que estará sempre em nossas lembranças, nas imagens do Tour Book (lógico que comprei). Um espetáculo único, Madonna prova que seu nome jamais será esquecido, e que em momentos de lazer é possível refletir sobre o mundo, foi o melhor show da minha vida, por um conjunto de fatores. Nem precisarei ir á outros show, diria mais, Confessions Tour teve seu brilho,assim como Sticky & Sweet Tour teve o seus, foram propostas diferentes, mas fizeram ambos se igualar em criatividade e produção. Um show de 2 horas, mas que passou tão rápido quanto um “raio de luz”.

"Sticky & Sweet Tour Book", ingresso PISTA e adesivos...

"Sticky & Sweet Tour Book", ingresso PISTA e adesivos...

Por Fábio Santos

Todas as imagens* são de autoria minha, assim como o texto acima.
Qualquer interesse deve ser esclarecido junto ao autor.
*Com exceção da imagem de “You must love me”e a última Imagem “Game Over”(www.madonnaonline.com.br).