Você é um profissional Bom, Bonzinho ou Ruim?

outubro 26, 2009

imagemTodas as manhãs, por volta das 07h50min ouço na rádio CBN o escritor e comentarista Max Gehringer em seu programa Mundo Corporativo.

São apresentados vários conselhos sobre carreiracomportamentoliderança, que no meu ponto de vista potencializam nossos conhecimentos para nos tornamos melhores profissionais.

Um comentário específico (que também está em seu livro “O melhor de Maxter-bom-humor-no-trabalho-e-fundamental Gehringer na CBN“) me chamou atenção. Gehringer classificou os funcionários em três tipos, sendo os bons, os bonzinhos e os ruins.

Ele menciona que os funcionários RUINS, cedo ou tarde são postos para fora da empresa, pois é muito evidente sua falta de produtividade. Os BONS são promovidos. Mas os BONZINHOS não deslancham apesar da sua simpatia, competência e de ser apreciado pelo chefe. Max enfatiza que o BONZINHO não é agressivo, não mostra espírito de liderança, isto é, não faz a diferença na organização.

Para quem está em dúvida se é BOM ou BONZINHO, o autor descreve cinco característica do profissional BONZINHO:

1. O BONZINHO é ouvinte, numa reunião evita dar palpite e está sempre fazendo aquele gesto positivo com a cabeça.

2. O BONZINHO concorda com tudo, principalmente com aquilo que não concorda. Sempre acha que é melhor não arrumar confusão e conversar depois, com mais calma.

3. O BONZINHO não desafia ninguém, não gosta de discórdia. Para ele o empate é o melhor resultado.

4. O BONZINHO nunca desabafa. Mesmo quando está uma arara, ele continua com aquela expressão de manequim de loja de shopping.

5. O BONZINHO detesta aparecer. Se surgir uma daquelas raras oportunidades de matar um dragão e virar o herói da empresa, o BONZINHO prefere sentar e ficar esperando o dragão morrer de velho.

Se você se identificou mais com o BOM – Legal… Mas se você se identificou com o BONZINHO – Legal também, pois talvez, você acaba de perceber que é necessário mudar.

texto-o bom e o ruimAcredito que Max Gehringer tem como objetivo conscientizar os BONZINHOS de que com estas atitudes, não conquistarão patamares mais elevados na organização, isto é, ficarão a mercê de seus gestores. O BONZINHO não tem as rédeas do sucesso profissional em suas mãos. E conhecendo estes comportamentos limitantes você poderá iniciar um processo de auto-administração, buscando comportamentos dos profissionais de sucesso, isto é, daqueles que se destacam.

Antes de entrar para a próxima reunião e ficar concordando com tudo que falam, prepare-se e estude sobre o assunto. Você estará mais confiante para contrapor outras opiniões e contribuir na busca de resultados

Da próxima vez que um desafio aparecer a sua frente, agarre a oportunidade de sobressair, lidere o projeto, encare as dificuldades, faça parcerias para desenvolvê-lo e contribua ferozmente com os objetivos da organização.
Desafiar, ousar, inovar e até mesmo contestar, são verbos utilizados pelos BONS, e com estas atitudes de um verdadeiro líder, não tenha dúvidas, que você conquistará pontos importantes para uma próxima promoção.

Fonte:
Ricardo Piovan
é palestrante e consultor organizacional. Diretor da Portal Fox, empresa especializada em consultoria organizacional, Coaching e treinamentos. Coordenador dos treinamentos Liderança Assertiva e Sprint Leade


A resposta do oculto

julho 30, 2008

A ufologia sempre esteve presente em minha vida, me recordo de quando assisti um grande filme de Steven Spielberg com a brilhante atuação da precoce Drew Barrymore ‘E.T o extra -terrestre”, fiquei empolgado e assim comecei a explorar o tão conturbado assunto.
A casuística ufologica é mais antiga quanto pensamos, enquanto muitos anexam ao final da primeira gerra mundial, e depois com a intervenção de Hitler na história mundial, mas a ufologia cresceu ao nosso lado, mas a incapacidade humana de compreender tais fatos ainda é muito grande. O brasil é o segundo lugar em casuísticas ufológicas, fica atrás apenas dos EUA, aqui temos um dos casos mais complexos da ufologia moderna, o famoso “et de Varginha” (até agendei uma viagem para lá, mas insistem em não ceder minhas férias rsrs), o caso é de extrema importância, já  que contou com centenas de testemunhas (desde os avistamento e até ao encontro do ser) sem mencionar os casos da “Operação Prato”, etc. Nos EUA têm os famosos casos de Betty e Barney Hills, que foram raptados (abduzidos, termo corretamente usado na ufologia), eles protagonizaram acontecimentos inesquecíveis dentro da nave. Ufologia é um estudo minuncioso, cauteloso, já que temos para cada caso verídico, mil casos falsos, mas o estudo de ufos é mais sério do que qualquer lunático por Arquivo X. Motivado pelas minhas dúvidas, procurei além de tudo ouvir o que minha essência queria dizer, e incrivelmente tive uma evolução muito grande em minha vida, para compreender  o que se passa no mundo, é só se fechar para dogmas propostos pela sociedade, e aprender a ouvir á si mesmo. Cada um vive a sua vida seguindo suas crenças e vontades, isso deve ser respeitado, o respeito é um grande passo da maturidade universal, pois o grande problema é a falta de respeito, respeitando uns aos outros abrimos campos que nos favorecerão, pois com o bem recebemos somente o bem.
Ignorância é não saber, e o pior é não procurar respostas, se abrigam ao que esta escrito em um pedaço de papel ou ao que alguém mencionou…

saibam que não estamos sozinho,
saibam que tudo nos será cobrado,
saibam que nada acontece por acaso,
saiba que eles já estão com um encontro marcado.

Polêmico meu texto hoje… espero que cada um seja iluminado pela sua própria luz. Todos nós somo inteligente, o diferencial é que alguns não se contentam em se limitar á um assunto, enquanto outros não desenvolvem suas capacidades intelectuais. Eu apenas usei de um assunto que desafia á nossa inteligência para mostrar-lhes que as verdadeiras respostas é aquela que se encontram em nossa essência, lembrem-se que uma coisa é verdade, o que muitas religiões pregam é verdade absoluta , tudo o que fazemos será cobrado, e o que você terá á dizer ? No que colaborarou para fazer da Terra pum lugar melhor ? Pensar e procurar respostas, e procurar respostas é querer evoluir, e este é o primeiro passo.

Fiquem na paz.
Fábio Santos
(até parece que estou escrevendo para meu antigo blog “o pleidiano”).
Saudades dos meus amigos; Gilles, Shirley, Maze, Cintia Camargo, ahhahah a vida passa, conhecemos pessoas novas, mas nada preenchem as lacunas que voces deixaram.