Um exercício de compreensão

fevereiro 3, 2010



Minha mensagem será Criança encontrada após o desastre do Haiti
Não tenho mais saliva para falar.
Às vezes me falta a paciência,
Temos que encontrar forças para lutar.
Abrir os olhos para ver,
E não fingir enxergar.
Tocar e sentir,
E não fingir se incomodar.


Relacionamentos estão se desgastando,
Os valores morais se decepando.
Onde está a solidariedade humana,
Eu continuo procurando.
Estamos cada vez nos ocupando mais,
A cobiça está tomando conta de si.
Do que adianta construir castelos,
Sendo que a qualquer momento pode ruir.


Quando a matéria ficar abaixo de tudo,
O que sua alma irá carregar?
Quando o castelo ruir,
Quem irá lhe levantar?
Somos todos como um,
Então porque queremos ser mais que os outros?
Qual a razão de ter o melhor pedaço de concreto,
e ter uma vida vazia sem ninguém por perto?


Estender á mão aos que necessitam,
Não precisa estar com moedas de ouro.
Ajudar sem olhar a quem,
Doar palavras de conforto.
Abraçar sem ser quando ganhar presentes,
Descobrir o amor em seu real significado.
Querer compreender para não errar,
Aprender á ser solidário.


Por Fábio Santos 3/2/2010 20:06:25

Off Topic

Olá pessoal,

Hoje estou reflexivo em relação á solidariedade! Pois a cada dia percebo o quão distante está o Homem dos seus valores, não há mais a preocupação moral, e só se falam sobre coisas que não agregam nenhum beneficio para a sociedade. O mundo esta um caos, pois a natureza é a fonte de vida do ser humano desde o principio, até porque, se não fosse ela a vida não seria possível em nosso Planeta que se chama Terra, e abriga tantas iniqüidades. O que mais me impressiona, e que as pessoas estão expostas em meio a tanta coisa errada, mas fingem não ver, não vejo manifestação, sentimentos, “SOLIDARIEDADE”. Não menciono o fato de dar dinheiro (esmola), mas oferecer uma palavra de consolo, e principalmente “ATENÇÃO” a atitude mais simples e mais ignorada. E o problema se estende a qualquer classe, gênero, cor, etnia, etc. Sendo que somos todos iguais em essência, só temos características diferentes, condições diferente, mas em sumo partimos de um mesmo principio, mas com o tempo nos distanciamos para valores errôneos.

Até a próxima, e não se esqueçam @fabio_santos no Twitter.

Anúncios

Doação de Sangue: Simples e valioso

julho 23, 2008

No dia  21 de Julho de 2008, tive uma iniciativa única em minha vida. Levantei e pensei; “nunca doei sangue !”, e comecei a pensar em quantas pessoas que eu conheço que já doou sangue, e infelismente foram poucos (e ainda eram amigos dos meus amigos). Existe um paradigma ao doar sangue, há uma insegurança muito grande por parte do doador, têem aqueles que acham que vão contrair algum tipo de doença transmissível pelo sangue, que vão passar mal, que doar sangue leva horas e a dor é intensa, etc. Como eu tenho um blog de interesses cotidianos com intuito de levar informação á aqueles que lêem, eu pensei ; “Como posso falar de algo que não provei”, quem me conhece sabe, sou muito curioso, sendo assim me tornei o que sou hoje, conheci deuses, encantos, mistérios, religiões, filosofias, amor, prazer nos mínimos detalhes, e assim me dirigi ao Hospital das Clínicas na ála de doação de sangue (Fundação Pró-sangue, nº 155). Ajudar o próximo é se regenerar, é crescer , é amadurecer para a vida, e respirar com mais leveza, e muitos não entendem este sentimento, e se aprisionam em vícios, e males que os levam ao abismo.
Logo cedo liguei para a atendente (no qual já havia ligado outras vezes manifestando interesse na doação), lembrando que o número é 0800 55 0300, me certifiquei dos procedimento e também os requisitos de um doador, segue abaixo os requisitos para doar sangue:

Requisitos básicos para doação de sangue

 

  • Estar em boas condições de saúde.
  • Ter entre 18 e 65 anos.
  • Pesar no mínimo 50kg.
  • Estar descansado e alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
  • Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Carteira de Trabalho e Previdência Social ou Passaporte).

Impedimentos temporários

  • Gripe: aguardar 7 dias.
  • Gravidez: 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
  • Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
  • Ingestão de bebida alcoólica nas 4 horas que antecedem a doação.
  • Tatuagem nos últimos 12 meses.
  • Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis, como não usar preservativo com parceiros ocasionais ou desconhecidos: aguardar 12 meses.

Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 6 meses. Quem morou, aguardar 3 anos.

Impedimentos definitivos

  • Hepatite após os 10 anos de idade.
  • Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
  • Uso de drogas ilícitas injetáveis.
  • Malária.

Respeitar os intervalos para doação

  • Homens 60 dias: até 4 doações por ano.
  • Mulheres 90 dias: até 3 doações por ano.

Na triagem de doadores, a Fundação Pró-Sangue obedece a normas nacionais e internacionais de segurança do sangue, do Ministério da Saúde, da Associação Americana e do Conselho Europeu de Bancos de Sangue. O alto rigor no cumprimento dessas normas visa oferecer proteção ao receptor e ao doador.

*Honestidade também salva vidas. Ao doar sangue, seja sincero na entrevista. 
*Honestidade, quero muito enfatizar este assunto, pois muitas pessoas vão doar sangue na intenção de “ganhar o dia” (já que a Fundação disponibiliza um atestado médico para o dia da doação), sendo assim muitas pessoas omitem  as informações. Doar sangue é muito sério, pessoas dependem de um sangue saudável para que seu sistema sanguíneo (imunológico) venha se regenerar. Eu tive uma agradável entrevista com a Bacteriologista (não me recordo o nome, mas amanhã atualizo esta informação), ela enfatizou o fato de pessoas que acabam mentindo para serem atestadas, derrepente a pessoa pode ser portadora do vírus HIV, ou qualquer outro tipo de doença, e também por terem tatuagens e piercings ocultos, relação sexuais com parceiros sem o uso de preservativos, devemos ser o mais sincero possível, antes de começar o procedimento de doação, você tem mais uma chance de responder a pergunta mais séria do questinario, você se dirige em uma cabine restrita e tecla no monitor SIM ou NÃO , a pergunta se refere ao fato de você ter tido a exposição de tais riscos (dst, aids, etc).

Após este último procedimento, você segue em uma ala cheio de postronas “azul”, umas 20 (embora somente a metade ocupada). Você é “agulhado” e inicia o processo de pulsação das mãos (bobeando o sangue e facilitando a coleta na bolsa de sangue). Durou apenas 15 minutos, é isso mesmo, somente 15 aminutos, não dóe absolutamente NADA.
Coclusão: Primeiro o cadastro (Informe os dados correto, pois será enviado a resposta do seu exame via e-mail e correspondência), depois você toma um suco com uns biscoitos, uma picadinha no dedo (teste de anemia), teste de temperatura e pressão, entrevista (seja sincero), a etapa de doação, e finaliza com um lanche composto de suco e pão com presunto e queijo. Você é atestado, salva vida, e se regenera, pois os 450 ml de sangue doado se regera em seu organismo, é a magia da natureza. Lembrando que todo procedimento é de última geração, o sangue doado passa por um rigoroso teste laboratorial (independente das resposta sinceras ou não da entrevista), o doador pode ter uma leve tontura (o que é normal e passa), mas nada impede de você se tornar um doador (a não ser que o seu o perfil não se enquadre nos requisitos para a doação), já imaginou seu sangue ajudando uma pessoa a viver, isso é motivacional. Foi minha primeira doação, mas com certeza a primeira de muitas outras, o homem pode doar de 60 em 60 dias, já a mulher de 90 em 90 dias. Ligue, agende sua doação e entenderá este sentimento tão bom e renovador.


Maiores informações:
http://www.prosangue.sp.gov.br/
0800 55 0300

Fonte: http://www.prosangue.sp.gov.br/
Escrito por Fábio Santos