Wall-E é mais que um simples filme.

dezembro 16, 2008

wall_e_A lista dos filmes de grande destaque de 2008 já foi divulgada no dia 09 de dezembro pela Associação de críticos de Cinema de Los Angeles. E o filme da Disney/Pixar ,levou o melhor filme do ano, superando o blockbuster “Batman – o cavaleiro das trevas” ,no qual Heath Ledger levou como “melhor ator coadjuvante”, pelo excelente papel do vilão Coringa.

Não é a primeira vez que a Disney/Pixar leva um prêmio desta importância para a casa,   já que Ratatouille levou ouro no ano passado. Tudo isso devido a extrema competência da Pixar em animações CG (Computação gráfica), e ótimo roteiro, passando muito longe de um simples filme infantil.
Marcado por cenas que comovem,  é uma obra prima aos olhos, devido a perfeição dos personagens em cena, seja uma característica, uma ação, ou até mesmo a personalidade fíel que cada um possui.

Wall-E é uma lição, um aviso, um conforto, uma esperança brotando desde 016098975-ex00cedo á quem assiste atento a cada cena.
O filme é marcado pela trajetória do robô “Wall E” , movido á energia solar, e tem como função; compreensar o lixo deixado por nós. Mas Wall e é solitário e único no Planeta Terra, até que se torna amigo de uma “barata” (bem que a ciência alertou que as benditas baratas se adaptam a qualquer ambiente)
Até então ele se diverte com as lembranças deixadas pelos humanos, assim como a música; “Out there” do musical “Alô Dolly”(1969) em um dueto com Louis Armstrong, e começa a despertar uma certa emoção ao tentar compreender o que se passa nas cenas de dança e romance. O divertido que ele grava e sai ao trabalho (no qual foi programado) ouvindo a música que tanto encanta.

wall-e21Derrepente aquele lugar vazio é surpreendido por uma gigante nave, no qual é deixado um robô para procurar alguma forma vida no Planeta. Wall-E fica apreensivo, já que é extremamente tímido, mas é descoberto. Ele tenta estabelecer algum contato com o robô, que se apresenta como Eva* (ou seja uma robô), que insiste em procurar por vida, até que Wall-E fica encantado, mas com medo da agressividade (programada) da Eva. Neste intermédio ela acaba explicando seu destino, e menciona a palavra “Diretriz”.
Quando Eva descobre que  Wall-E preciosamente guardava o que ela queria  (uma planta “viva”), ela guardou a planta dentro de si mesma, e “hibernou” até que uma sonda viesse recolher ela para extrair o material orgânico. Durante este processo Wall-E se desespera, coloca a Robô para “carregar á luz solar” (já que ele pensa em todas as possibilidades para despertá-la) ela permanece somente com um formato de  uma insígnia verde acesa (com o desenho de uma folha).

Em um momento não esperado, Eva é recolhida pela nave, mas Wall-E segue wall-e-space-imagejunto a nave (movido pelo amor e o desespero ). Wall-E se diverte no espaço, fica maravilhado com a dimensão do Universo. Atráves de um dos robôs de manutenção da nave, ele aproveita o atalho para entrar na nave.
Wall-E sai a procura de Eva até que percebe que a nave abriga a população restante do Humanos em um grande “cruzeiro espacial”. É notável a alienação dos Humanos pela mídia, sempre ocupados com os “videofones” e com as  facilidades de vida, permanecem o dia inteiro sobre uma poltrona flutuante, e devido á este novo estilo de vida (que já dura cerca de 700 anos), o organismo dos  seres humanos sofreram mudanças, os ossos enfraqueceram, e todos se tornaram obesos.
wall-e04Interessante, pois Wall-E atrai a atenção de dois Humanos, sendo assim e eles dão conta do lugar onde estão, perceberam que bem ali no meio havia uma piscina antes nunca notada (a influência da mídia ocultando os fatos).
A partir daí a confusão é esperada, Wall-E ganha ajuda de robôs com “sérios problemas de funcionamento”, e a grande supresa fica por conta de Eva que reconhece o amor pelo seu robô admirador.
O capitão fica admirado com a descoberta de Eva, e pretende voltar á 28-walle06Terra,pois se há evidência de vida, então não tem o porque continuar no universo. Mas há uma contradição por parte do robô Auto  “piloto- automático” da nave (no qual para mim é uma grande referência á HALL9000*), é dado a largada á uma guerra entre o ” robô mór” e os humanos (até então despertados da Matrix).
Auto tenta deter a planta, pois a Nave foi programada para permanecer no espaço enquanto não haver possibilidade de vida na Terra, mas quando as sondas voltarem com alguma espécie de vida da Terra,a grande nave retornaria para habitar em seu Planeta Natal. Mas há a conspiração envolvendo o Auto (momento em que o piloto refletiu sobre as fotos com toda a geração, no qual em todas elas  sempre estava o robô auto por trás). Pesquisando sobre a cultura e comida do Planeta Terra, o piloto decide definitivamente voltar.
13-eveNeste trajeto, Wall-E fica danificado e decide retornar a Terra, mas neste momento Eva dá conta do quanto ama Wall-E ( e tudo veio quando Eva assistiu as cenas dos cuidados que Wall-E teve com ela nos momentos de “hibernação”).
Tudo se resolve e a tripulação consegue retornar á sua verdadeira casa, e peço para que assistam o filme COMPLETO”, pois nas exibições finais, há imagens da reconstrução do Planeta, o cuidado com o cultivo, imagens que retratam o que os nossos antepassados fizeram.

wall-e_eve_robots1

A sensibilidade do Robô é o que mais impressiona, e a Eva (o lado razão do casal) é o complemento da emoção de Wall-E. O filme proporciona momentos de tensão, curiosidade, emoção, e motiva a refletir sobre o nosso futuro, e tudo isso não precisou nem de muitos dialógos para traduzir a trama. A Terra é uma preciosidade, mas o que me garante que Marte também não tinha as mesmas condições que a Terra há bilhões e bilhões de anos ? Por um certo momento no final do filme, meditei sobre a possibilidade de algo parecido em nosso Planeta (sendo assim, iria explicar  a inteligência dos Egípcios e  outros povos no passado).
Repare nas cenas finais, o filme sugere um recomeço, mas passando pelo mesmo histórico (e eles já eram dotados de inteligência), achei curioso eles ressaltando a cultura, a arquitetura (maia ou talvez egípcia).
O filme é um alerta para não deixarmos levar pela vida fácil, sem se preoculpar com as consequências que as nossas atitudes possam trazer.
É nótavel a influência que a mídia exerce em nossas vida (como o tema explorado por Matrix,99),a ponto de ocultar a realidade com a facilidade oferecida pela pelas máquinas e softwares.

Curiosidades…

-*Uma coisa que me chamou muito atenção ,são as referências ao filme “2001 uma odisséia no espaço” do grande e ilustre

Eva (Eve) é a nova geração de computadores da Apple.

Eva (Eve) é a nova geração de computadores da Apple.

diretor “Stanley Kubrick”, no filme citado, há um robô que se chama “Auto”e ele é responsável pelo comando geral do “cruzeiro espacial”, tanto na personalidade (educado, de fala mansa, etc) quanto á aparência física (o círculo com a luz vermelha no centro, o olho que tudo vê) e até a musica tema do filme de Kubrick entra em cena em Wall-E.
-Wall-E foi criado inicialmente como um personagem somente (não havendo

Será o Wall-E o nosso pc antigo ?

Será o Wall-E o nosso pc antigo ?

nenhuma associação com qualquer roteiro naquele momento), no mesmo almoço que surgiram personagens e histórias como; “Vida de Inseto”, “Monstro SA” e “Procurando Nemo”.
-Andrew Stanton (um dos fundadores da Pixar)e sua turma estavam em comemoração, já que seu primeiro longa de Animação CG “Toy Story” havia sido um sucesso.
– Wall-E é a sigla de Waste Allocation Load Lifter – Earth-Class
-Jonathan Ive, o designer-chefe da Apple participou da produção do filme, já que o designe de Eva foi inspirado do  iMac G4 “Abajur”.
– Wall-E lembra muito outro robô, o robô “Johnny 5 ” do filme; “Um Robô em Curto Circuito“ de 1986 (tento uma sequência em 1988).
– O orçamento de Wall-E foi de US$ 120 milhões.

Não se parecem mesmo !!! Wall-E é o irmão de Jhonnie 5.

Não se parecem mesmo !!! Wall-E é o primo de Jhonnie 5.

Escrito por Fábio Santos (não copiem o texto sem antes informar ao autor)
Fontes:
Filme Wall-E, Disney/Pixar 2008
www.disney.com.br/cinema/walle/
pt.wikipedia.org/wiki/Wall-E
www.google.com (fonte de qualquer um)
www.imdb.com/title/tt0910970/
www.cinepop.com.br/filmes/walle.htm

Anúncios

outubro 21, 2008

“A família é como a varíola: a gente tem quando criança e fica marcado para o resto da vida.” (Jean-Paul Sartre)

 

Família é sempre família, quem não tem lembranças do passado, ora boas ora ruins, mas todo tem. Eu, em particular tenho várias, desde da reunião dos primos disputando no mega-drive o mortal Kombat, comprando aquele pirulito “piroscópico”, os clicletes “bolin-fruta” em formato de frutas, o chocolate “surpresa”, o tamagoshi (“bichinho virtual, no qual eu tive um ET !?), um teclado (que sempre alguém da família tinha que ter) o som de festa protagonizado pelos eternos “Mamonas Assassina”. enfim, são lembranças que ficaram no passado, e colaboraram para se tornar eterna lembranças.

Estou reflexivo, já que sábado (25/10) completo meus 21 anos, e agradeço a família que tenho (inclusive aquela que Mega drive (tec Toy)me acolheu), faço de todas as pessoas que me ajudaram uma família, e sou muito feliz por isso. Depois de tantas turbulências no ano passado, eu finalmente vou comemorar meu aniversário com a casa cheia, muita música, muito bolo,e os pãos de queijo que eu tanto adoro(é, sei que é estranho em uma festa de aniversário), e não pode faltar os “BEIJINHOS” e “BRIGADEIROs”, )pois qual é a festa de aniversário que não tem docinhos.

Na verdade, muitos que eu queria que estivessem presente, não poderão vir, mas sei que de alguma forma estarão presente.
Minha festa era para ser surpresa, mas não se consegue enganar um escorpiano chato, um fanático por Sherlock Holmes, e descobri a surpresa (que á esta altura, não é mais surpresa), inclusive descobri meu presente.

Pela caixa, prateada, fechada com uma fita preta, logo pensei: “deve ser a triologia do Matrix, ou dos Senhor dos Áneis, ou quem sabe aquele box com os melhores episódios da minha séria favorita Arquivo-X…),  pois sempre ganho dvds, gosto muito de filmes, e sempre ganho ou compro dvds, se vou fazer compras; lá vai o Fábio procurar seus dvds de terror…
Em qualquer oportunidades estou comprando os benditos dvds, e alimentando este vício. Mas amor é amor ! Pois conseguiu me surpreender, faz tempo que não ganhava livros, e ganhei a biografria autorizada de ninguém menos que a… Madonna, escrita por sua fã Lucy O’ Brien. Tenho uma apreciação pelo trabalho de Madonna, ela inspira a qualquer um que queira alcançar determinado sucesso, para ela os obstáculos ficam tão pequenos (e isso ninguém pode negar), e é possível tranferir isso para nossa vida particular, seja ma vida social, financeira e até mesmo emocional.

E isso é tudo pessoal, e como diz uma amiga em especial; “Obrigado pela audiência”.
Tenham uma ótima semana, e lembre-se de se preoculpar com o futuro, esse papo de viver o presente não dá certo não, pois o presente logo será o passado.

Por Fábio Santos


A influência da mídia em sua vida.

setembro 24, 2008

     Hoje o tempo está fechado e chuvoso, ótima oportunidade para assistir um filme embaixo de um edredon com um “balde” de pipoca com refrigerante de limão. Mas é lógico que depois do trabalho ! 
    Prefiro assistir qualquer filme do que assistir a programação da rede globo, a programação brasileira está péssima, não vejo mais o interesse em informar algo instrutivo ao telespectador, sem falar nas novelas, que mostram várias situações do cotidiano ,porém pecam na resolução da mesma.
    Prefiram filmes, prefiro séries que me motivam a pensar, e a entender o que o ser humano é capaz de pensar e fazer ! Em tudo que assistimos ou lemos, é para trabalharmos nossa mente e desenvolver a habilidade de resolução. Já as novelas globais (ainda há piores, mas a grande massa é a global), sempre mostram as mesmas situações (é o que povo quer ver, infelizmente), sempre as traições, que apesar da aventura de trair o seu marido/esposa, sempre demoram á ser “pegos”, e acredito que na mente de quem assiste, passa a impressão de que é bom, sendo assim motivam inconscientemente á tais atos. Nada parece ser mostrado com dignidade, a mulher que é agredida pelo marido, não o denuncia (é o que se deve fazer no primeiro instante, e não ter “dó”). Estes mesmos temas abordados pelas telenovelas, são prejudiciais, eles querem que voces (inconscientemente ) aprendam do modo deles, querem que ouvem as mesmas músicas, querem que se vestem como eles, querem que tomem a atitudes que eles mostram, querem criar á SUA REALIDADE.
    Saiba dividir seu tempo, torne sua preciosa “hora” em casa para conversar com seus filhos, estimule debates, conte o seu dia para seu marido, diga a sua mãe como foi a sua esperência na escola, e o que você aprendeu, leiam livros e discutem sobre o assunto, assistam documentários e comentem, tem tantas maneira de tornar nosso tempo mais produtivos em casa. Temos hoje em dia, um equiparação familiar, pois geralmente todos os membros trabalham, e ainda tem que cuidar dos afazeres de casa, estudar, e aí você chega em casa e perde tempo com algo tão promíscuo (como as temáticas das novelas). Com o tempo a família se distancia, você fica tão entretido com os personagens, que esquece da vida real, e passa a viver uma realidade que não é a que você queria, o tornando infeliz, e os infelizes estão mais propensos á serem aprisionados, pois causam um acerta dependência, e elas sempre irão comparar suas vidas com a ficção. 
    Crie novos hábitos para você e sua família, o que eu escrevi acima foi baseado em experiências (pois sempre estou analizando um ser perdido por aí…). Você vai notar um ambiente mais sadio, todos voces devem estar pensando que é exageiro, mas se começarem a refletir, vão entender o que estou querendo informar.
Se você precisasse manipular alguém, quais eram os meios que você usaria ???
Meditem sobre TELEVISÃO;

a TELEVISÃO é onipresente (está em todos os lugares ao mesmo tempo, informando a mesma coisa)
a TELEVISÃO atinge á todas classes sociais (desde o rico ao pobre, e principalmente a classe média)
a TELEVISÃO tem diversas programações (mas a de mais evidência são as telenovelas).

Acho que agora é com voces…

 Por Fábio Santos
(não copie este texto sem a prévia do autor)